sábado, 26 de abril de 2008

... o que já fui

Sonho o que já fui…
Criança… pequena… com dias cheios de tudo. Tardes a correr, feridas nos joelhos… deveres feitos à pressa para ir, lá fora, esgotar o dia. Ao fim-de-semana, acordar cedo, ver desenhos animados e apressar-me para aquele miminho diferente… Nas férias, quando os irmãos, sempre grandes, queriam aproveitar ao máximo, lá andava eu contente, sempre colada a eles. Era um espectáculo quando a minha irmã me arranjava para ir com ela à escola (que era enorme) ver as notas, para ir fazer o que quer que fosse… havia sempre um colo, uma brincadeira, umas cavalitas, o lugar numa bicicleta onde não chegava aos pedais…
Depois cresci, mas achei que a alegria me pertencia e que podia ser sempre aquela criança, sempre maior.
Já crescida sei que vive muitos sorrisos, muitos mimos, tão iguais…
Foi por isto que sonhei sempre… O presente era, sem falhas, uma continuidade de tudo.
Hoje o futuro impinge-se como avesso do passado e eu sonho o que já fui…


4 comentários:

de dentro pra fora.... disse...

Que bom lembrar de todos esses momentos de certa forma mágicos..
também eu sou a mais nova de muitos, e guardo recordações semelhantes as tuas, irmãos sempre protectores, apesar de as vezes nos parecermos com o "cão e gato".., se o presente parece o avesso do passado...só temos de o fazer voltar ás "direitas"...

Minerva disse...

O que já fomos fez-nos como somos agora...

"E hoje vira do avesso o mundo
E vê melhor
Deste lado é mais puro
É teu
É tão maior"

Não sentes que às vezes cantam para nós?

Abraço

Rosa disse...

Ao ler o post sorri.
Memórias de crianças que nos vão fugindo e apagando.
Quanto ao futuro! vamos sonhando :)

R.I.

joaquim disse...

O que somos tem sempre a matriz do nosso passado...

Abraço amigo em Cristo