segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

O amor é um exagero...

Foi no dia em que assim sorri
O dia em que eu aprendi
Que o amor existe de verdade,
Que não é uma qualquer loucura,
Mas que é a minha feliz realidade.
E se for loucura...
Então eu enlouqueci...!
Respiro a essência da ternura,
Sinto eternamente momentos,
Sem os prender com pensamentos,
Toco as estrelas com o olhar,
Invento um perfeito luar...
E vivo com este encanto de magia
Em pleno cada novo dia.
Sim, o amor é um exagero...
O único que eu quero.






Ni

3 comentários:

joaquim disse...

O meu comentário:

gostava muito de ter escrito este poema!

José António Carneiro disse...

Eu posso ser o seguinte candidato!
A Ni escreve estas maravilhas e todas as palavras parecem poucas para um elogio!

Ni disse...

Não há elogio maior que estes.
Obrigada...!
... Obrigada!