quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Nada.

Tudo apagado. Silêncio. Nada. Ninguém.
O silêncio quase cala a falta de palavras.

7 comentários:

Cris disse...

Psiu,

vim quebrar o silêncio com um beijinho repenicado, um abraço e um sorriso.

Cris disse...

Psiu,

vim quebrar o silêncio com um beijinho repenicado, um abraço e um sorriso.

Cris disse...

Ups,

não era para ser a dobrar, mas mal também não faz. :)

Sofia disse...

NI

Como sempre acompanhada de músicas maravilhosas..

O queroasasparavoar "roubou-te" a voz e o som que aqui se ouve...

Beijo grande NI

entremares disse...

Se servir de alguma coisa... quem te lê manda beijos e abraços.

Muitos.

Podes tentar um excelente fim de semana?
Rolando.

Tonito disse...

Sabes... devem haver poucas pessoas no mundo a gostar tanto do silêncio como eu.

No entanto, faz tanta falta como o "barulho".

Sim, há simplesmente momentos em que queremos tanto algo e... teima em não chegar. Queremos um abraço e não temos quem nos ofereça um, queremos um miminho e não temos quem nos o dê, queremos conversar e não temos quem nos oiça, queremos falar e não temos palavras para partilhar...

Sim, há momentos assim. Mas também é na ausência de abraços, de miminhos, de conversas, de palavras... que sentimos o verdadeiro e reconfortante sopro de VIDA que em nós é infundido permanentemente... é nesse sopro que nos apercebemos que apesar de sós... NUNCA estamos SOZINHOS!?

Bem sei como o nosso coração por vezes precisa de tanto e de tanta coisa mas... Ele continua sempre lá para nos apoiar.

Olha... é nesse silêncio, nesse vazio de tudo e de nada que me encontro contigo.


Um abraço do tamanho do mundo...


Até já...

A Teoria do Kaos disse...

Olá,

Gostas de Animais?
Então visita
http://animaisemportugal.blogspot.com

Eles Agradecem!