quinta-feira, 30 de outubro de 2008

peço-Te

Jesus…, o que se passa?

(risco o canto da folha, dobro a ponta da alma… tenho medo de continuar…)


Não sei o que é isto. Estou triste, mas nem sei se me apetece barafustar contigo. Não é como das outras vezes em que o dia corre mal, desabafo a noite e depois acordas-me com o sol. Não é. Tu sabes que não é.
Já são muitos dias, muitas noites… e eu não percebo. Têm sido tão difíceis… Porquê? Tem de ser assim?
Peço-Te todos os dias e sei que me ouves. Sei também que Te rezo por alguém que amas muito, que (ch)amas como não Te conheci em mais ninguém.
Sei, sabemos, que Te peço, com imenso carinho, que o ajudes. Só quero, queremos, que seja feliz.
Então, Jesus, porquê tanto sofrimento?
Desculpa. Vocês são uma dupla fantástica… a felicidade e o sorriso… todos os dias… de tanta gente.
Ele precisa de Ti.
E eu peço-Te, inteiro, para ele.





Ah… Jesus… e aquelas vozes tristes?
Tu também sabes como para elas é particularmente difícil agora. Olha por elas. Sorri-lhes.


Obrigada.
Obrigada a Ti, Jesus, e a todos vocês, todos, que me ensinam a sentir.

4 comentários:

Anónimo disse...

ola ni!
como é bom para a alma ler-te!
faz-me lembrar qndo peço pr quem amo...

LuaZita

Carla Sofia disse...

há razões que não percebemos, mas mais tarde elas tornam-se evidentes.
beijinhos

Pinipom disse...

Desejo que Ele te ajude em tudo o que precisares...

beijo grande...

Lira

Sol disse...

Olá Ni =)

E cá vamos nos de mãos dadas...

Não me esqueci de ti!