terça-feira, 19 de agosto de 2008

Porque me fizeste assim?


Olha Deus não sei porque vou escrever-Te (já é muito de noite, mas a almofada está molhada destes olhos e o sono não chega). Não vou saber explicar-me, mas sei que vais entender.
Porque escolhes assim? Estes dias estranhos? Verdadeiros dias de verão com um frio estranho…? Não, não respondas… Eu quero descobrir.
Mas diz-me… Porque me fizeste assim, se me amas? Sei que amas e muito. É por isso que falo tanto contigo. Eu sei que também resmungo e grito… mas não é por mal. Acho que é pela confiança que me deste.
Mas não me percas neste raciocínio irracional de amar-Te e questionar-Te. Porque me fizeste assim?
Entregas-me a lógica, a ciência, o raciocínio e a razão… dás-me uma missão linda, um sonho mesmo, e misturas nisto tudo a entrega, a descoberta dos outros e os sentimentos. Estás todos os dias comigo, num treino contínuo que é a vida… e depois, nas coisas mais simples, vês-me errar sem dares um passo, um grito, um alerta. Sinto mesmo que me deixas errar. Às vezes, desculpa, mas parece de propósito.
E, sabes o que dói mais? O que me faz não perceber as Tuas escolhas? É que não sou só eu que sofro com estes passos em falso… com estes gestos, de carinho mas, errados… são também filhos Teus, que eu amo, mas que Tu, pelo amor sem as fronteiras do Homem, amas mais.
Olha, meu Deus, cuida deles, como Te peço, mesmo quando erro. Dá-lhes o sorriso que me prometes. Dá-lhes a Tua mão sempre e, se puderes, diz-lhes ao ouvido que estou aqui… e que gosto muito deles.

Obrigada
.





9 comentários:

Kleine Hexe disse...

Nem tenho palavras, faço das tuas as minhas, para que sejamos duas numa a falar com Ele...

Beijos NI...Gosto de ti!

Cátia disse...

Deus ama-te tanto que te dá a liberdade de escolha. Deixa-te seguir, deixa-te amar mas tambem errar. Sei que sofres e sei que sofres pela dor dos outros que amas. Mas estou certa que se cresce com os erros, e que as falhas vao-se reduzindo... Tem força, tem fé e tudo vai melhorando...

Beijinho mt grande

joaquim disse...

Ni

Sabes quantas e quantos lêem as tuas palavras nos espaços por onde andas e ao lê-las abrem um sorriso e a vida lhes parece melhor?

Sabes quantos corações tocas com a beleza e a profundidade das coisas que vais escrevendo e vais deixando "pousadas suavemente" em cada caixa de comentários?

Sabes tu, por ventura, como Ele se serve de ti, para dares vida às vidas que às vezes se sentem menos vida?

É porque Ele te fez assim, tão cheia de coisas boas e também com os teus defeitos, que não são iguais aos meus nem aos de qualquer outra pessoa.

Ele fez-nos assim porque é assim que nos ama e é assim que nós, somos nós.

Mas Ele não nos vê com os nossos olhos, vê-nos com o Seu coração, e o Seu coração, minha amiga, é muito maior que os nossos defeitos.

Não te preocupes que Ele toma conta dos que tu amas e toma também conta de ti, como desta menina da imagem que escreve embevecida as palavras que Ele lhe dá a escrever.

Convido-te a passares no meu "canto", porque acho que o que lá escrevi te pode servir, como a mim serviu.

E rezo por ti, para que o Senhor da bondade te continue a abençoar, guardar e protejer.

Abraço forte e amigo em Cristo, que nos ama, porque nos vê como realmente somos

Cátia disse...

É por momentos assim tao naturais e simples como estes que o Joaquim nos proporciona que se ve que fale a pena....

Força linda, acredita N'Ele.

Anónimo disse...

Ni.

Comovente esse seu desabafo. Tanto quanto os testemunhos dos que aqui escreveram.
Quero deixar um abraço fraternal, mesmo desta distância que nos separa.


Beijinhos no coração.
Uma amiga do Brasil.

anawîm disse...

Ni... se soubesses quanto me custam essas pérolas tristes derramadas assim, e por ti!...
Queria tanto ter um poder qualquer para te abrir uma janela qualquer para respirares as verdades mais felizes da vida...

Olha, cada vez mais me apaixono pelo nosso Deus que em cada dia vou procurando... vejo-me como uma criança à procura de outra criança, em pura brincadeira, sei que a outra também anda à minha procura e me quer descobrir e conhecer.
É... eheheh... às vezes acho que Deus é tão Deus, à medida que vamos crescendo, como que nos quer descobrir em cada dia...

Não duvido que foi Ele que nos criou... sinto mesmo que foi uma louca explosão do Seu Amor que não conseguia ter somente a girar em volta de si próprio, e faz-Se doação gerando mais vida com a mesma dignidade que a dEle.
Somos da mesma "matéria" de Deus!...
E se somos da mesma "matéria" de um Criador assim, tão amante... cria-nos assim, criadores também.
Jamais Ele nos poderia querer gente acabada, rematada, Ele entrega nas nossas mãos a nossa própria vida
"Toma... vive e respira do ar que Eu mesmo respiro...
forma-te tu mesm@ com as tuas mãos...
sê o criador de ti própri@...
cresce, e a tua alegria vai aumentar na medida que aumentar a comunhão feliz que estabeleceres com quem vale a pena...
cria laços, prende-te à vida que não acaba no que ela tem somente de eterno e que a morte não consegue comer."
E parece que nos estende a mão, vazia... como que a dizer que não nos quer substituir nesta "aventura" de crescer,
estende-nos a mão, como que a pedir que a desejemos, para caminhar juntos...

Sou feliz por te conhecer, Ni...
Sou feliz hoje porque me fizeste pensar neste Deus, o único a quem devemos chamar Pai... nenhum poder ou força está acima dEle
nenhum poder ou força está acima do Amor que se constrói...

estou muito contigo, Ni... bem sabes... estou sempre por aqui...

Cris disse...

Ni,

sabes, eu acho que é de propósito mesmo! Mas Deus sabe o que está a fazer! Se erras, Ni, é para que possas aprender com o erro. Se amas, é para que possas dar e receber. E Ele dá-te a oportunidade de receberes uma aprendizagem! Não desanimes com os teus erros. Todos nós os fazemos. Se tu te apercebes que erraste, já cresceste. E, afinal, Deus ama-te e nós, que fomos feitos à sua imagem e semelhança, também te amamos! Amamos o teu coração lindo que partilhas aqui!

Beijinhos e um xi apertado!

Sei que existes disse...

A isso chama-se a liberdade que nos é dada para fazermos as nossas escolhas e aprendermos com elas...é o livre arbitrio...
Viemos a esta vida para a experienciar e aprender com todos os nossos actos, os bons e os que nos parecem menos bons...
Se tudo fosse "maravilhoso" sem "erros" talvez não aprendessemos tanto!...
Beijo grande

Indie* disse...

Só: :')