sábado, 17 de novembro de 2007

Custa acordar

Fiz de tudo para... não me desiludir... ou para (não) sentir aos pouquinhos.
Tentei colorir mesmo quando as mãos estavam atadas.
Tentei ver outro lado mesmo quando tudo era unilateral.
Tentei ser mesmo quando deixei de existir.
Mas, os lápis acabaram, os olhos já não se enganam e eu... rebentei, como se não não tivesse havido qualquer treino (de dor).
Já não há desculpas... justificações aparentes encontradas no meu querer.
Está tudo (con)sentido sem sentido.
Percebo que não deixei de saber sonhar, mas que algum tempo não passou de um sonho.






4 comentários:

Sei que existes disse...

Há momentos da vida assim... dolorosos...
Espero que tudo na tuda vida se recupere e voltes a sorrir cheia de felicidade!
Beijo grande

Minerva disse...

Ni

A foto que escolheste para este post diz tudo... sabes o que está a fazer esse anjo?
A abrir-te a porta, porque tu acabaste de fechar uma...

Força linda...

Deixo-te uma frase que fez todo sentido para mim, num momento também menos bom e que continua comigo até hoje: "Vede sempre o lado melhor das coisas e não o pior."

anawîm disse...

Ni...


estou contigo, tá?...

Rita disse...

Acredita que tens melhores dias à tua espera, mais ilusões, reforços que te levam a sonhar...

Espero que da próxima vez que passe por aqui estejas melhor... *