quinta-feira, 8 de maio de 2008

gostava talvez assim

Gostava de ser tão diferente.
Fico triste logo com esta frase. Lembro aquela outra que diz que para sermos amados precisamos de nos amar primeiro.
Às vezes pergunto a Deus: porquê assim?
Gostava de ser capaz de tornar a vida mais fácil, de ter na memória aquelas “pedra-borracha” que sobre um assunto o fazem esquecer-se de mim.
Gostava de ter sido projecto de engenheiro velho, autor de muitas pontes que me levassem para o outro lado.
Se pudesse ser pintora de mim mesma, arranjava cores que não lembrassem os outros de perguntas difíceis e a minha presença nunca teria tons cinzentos.
Assim, os meus espelhos sorriam e por mim não haveria tristeza.
Gostava talvez de ser eu, assim, só que maior.


7 comentários:

de dentro pra fora.... disse...

Olha!, olha melhor no espelho...
e agora canta um bocadinho da tua música...vês,..o espelho já sorri..

Rui Santiago disse...

"Gostava talvez de ser eu, assim, só que maior"

MUITO OBRIGADO!

chega

Sei que existes disse...

Mas tu és autora de ti mesma... Tenta ver as coisas de outra forma, de uma forma que te valorize mais e que se fixe mais em tudo o que tens de bom em ti e
à tua volta!...
Beijo grande

Rosa disse...

Pode até acontecer que, em alguma altura, a tua presença tenha esses tons cinzentos.
No entanto, nós deste lado, vimos-te sempre em bonitos tons que nos ajudam a colorir, momentos e estados de alma.
Obrigada :)

R.I.

Kleine Hexe disse...

Aí se o corpo não fosse apenas mero isolamento...que a tua alma à noite deixa de ver!
Acredita que és bem maior.
Beijinhos.

Minerva disse...

Ni

Todos nós a certa altura da vida já desejámos ser outra pessoa...Isso não é mau,muito pelo contrário. É verdade que significa que não estamos contentes com um ou outro pensamento, com um ou outro acto, com uma ou outra palavra que dissemos ou então deixámos de dizer... Mas também significa que ao desejarmos ser outra pessoa estamos a reconhecer e a aceitar que queremos ser melhores no futuro, que podemos ser melhores...

Essa foi a fase do reconhecimento,agora dá um salto para a fase do "querer"... Ni,é um salto pequenino.

Beijo grande

Carla disse...

eu também gostava de ser diferente, mas só às vezes...normalmente até gosto de ser como sou...
...belas palavras as tuas
boa semana