domingo, 2 de dezembro de 2007

Nosso espaço

É tanto o que tenho para dizer… tanto tempo já passou… doeu e não passa, mas parece que leva o sentido das palavras e a pontuação das perguntas.
Procuro aquele espaço onde se entendem olhares, onde se sentem palavras em silêncio… onde, parada, encontro tudo o que está perdido. Aquele lugar onde o tempo só (des)aparece quando chega a hora de partir cheia de força para mais uma caminhada até poder voltar.
Acalmei… aqui… imaginando olhar(es), (entre)laços, … e deixando fugir, devagarinho, o sentir do encontro.





5 comentários:

SC disse...

Que abraço tão sentido..... Olá Ni, como tens passado?
Tenho andado um pouquinho ausente....falta de tempo! Espero que estejas bem. Mil beijinhos!

Andreia Cardoso disse...

oi! desculpa a invasão! andei numa de ver blogs interessantes e este pareceu-me Bastante. este teu texto interessou-me muito, uma vez que ás vezes também me sinto assim! é confuso muiso confuso mas nós que os sentimos conseguimos entende-los tão bem :P. Gostei mesmo! Espero voltar cá algumas vezes! Tens textos muito interessantes! fica bem! A intrusa Andreia Cardoso :P lol. bj

O Profeta disse...

Pelo caminho da minha lembrança
Semeei o vago na tua procura
No tear da incontrolável vontade
Teci-te um manto da…seda mais pura…


Boa semana


Mágico beijo

anawîm disse...

não há tempo que passa...
... há a urgência do hoje pra viver intensamente cheio de verdade

dói... sim, sempre... mas eu juro-te que é possível passar

esse espaço de que falas existe... está sempre contigo, no mais profundo de ti... sempre... quando O descobrires vais ver como nunca estiveste só, nem perdida...
esse "lugar" que é preenchimento de palavras feitas silêncio... feitas olhar... feitas abraço... feitas comunhão

Rita disse...

Olá Ni, o que é feito de ti? Sempre com estes posts vagos sem nunca sabermos o que realmente se passa contigo...

Espero q estejas bem...

Um abraço *