segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

... não sou capaz.

Aquela mão pedia outra. Parecia despida de outros dias, mas tocava, mesmo que ao de leve, no coração.
As minhas, com a mesma força da lembrança, não saíram dos bolsos.
(In)justo? ... Foi.
Preciso de aprender a esquecer... voltar ao início, mudar o título (à vida)... mas...

3 comentários:

Minerva disse...

Mas...?????

O que te impede Ni, se é isso que queres mesmo? Ou será que não é?

Andreia Cardoso disse...

mundança é uma fase atribulada! queremos e (não) queremos mudar o que fomos e o que sentimos ou dissemos e as lembranças... Compreendo-te bem amiga! beijinho

O Profeta disse...

...Ou então voar...voa, vai onde te levar o teu maravilhoso coração...


Doce beijo